Selecione a fonte desejada
Menu

Fertilizantes: reflexão para safra 2019/2020 já começou

Estamos em meio ao desenvolvimento da safra de verão, mas o pensamento já vai um pouco mais além, principalmente falando em fertilizantes. O insumo que representa boa parte do custo da lavoura e muitas vezes é definido em um momento específico do ano requer muita análise para ser encaixado de forma rentável e sustentável no manejo do produtor. A reflexão já começou!
COMPARTILHE ESTE ARTIGO
FacebookTwitterLinkedinWhatsApp

Chegamos ao fim de um ano conturbado no segmento de fertilizantes sólidos. As extremas oscilações de câmbio, logística e disponibilidade de matérias-primas levaram muitos produtores a repensarem seu manejo de solo na safra que se desenvolve. No momento da tomada de decisão do investimento, uma série de questionamentos surgem:

- Quanto se extraiu de nutrientes colheita passada?

- Qual deve ser a adubação para a produtividade esperada?

- Potássio a lanço ou no sulco?

- R$ por tonelada?

- R$ por ponto de nutriente?

- R$ por hectare?

- Mistura convencional? Matéria-prima? Produto Diferenciado/Premium?

- Qual o melhor custo-benefício?

Quaisquer que sejam as respostas o mais importante é cada produtor entender a sua situação e o seu momento para tomada de decisão.

Nos Estados Unidos é muito difundida a teoria dos 4 “Cs”, que significa obter a maior assertividade possível neste insumo tão representativo de nossa atividade.

1º C – Fonte Certa: quais nutrientes, forma e velocidade de disponibilização, qualidade física e química;

2º C – Dose Certa: equilíbrio nutricional, capacidade de fornecimento do solo e produtividade alvo;

3º C – Hora Certa: sincronia entre disponibilização e absorção dos nutrientes pela planta;

4º C – Local Certo: utilização do produto atentando ao nutriente a ser aplicado, tecnologia de fabricação e necessidade de disponibilização.

Respondendo os 4Cs dos fertilizantes temos como resultado um bom posicionamento técnico para a cultura, porém, em nossa visão é necessário que mais um C entre em cena:

5º C – Investimento Certo: momento de cada produtor levando em consideração uma série de fatores, principalmente relação de troca na sua moeda (grão/ton), fluxo de caixa, antecipação de logística, mitigação de risco e assistência técnica.

O 2019 está logo ali, reflexão, planejamento e programação são necessários para se atingir os objetivos com resultados positivos e sustentáveis.

Developed by Agência Jung
X

Inscrição PAP Digital Versão BETA

O PAP é uma ferramenta desenvolvida por consultores 3tentos para produtores rurais
*Campos obrigatórios
Enviar
Logo 3tentos Original em Vetor

Mande sua mensagem

Selecione um assunto
Comercial Insumos
Comercial Grãos, Óleo e Farelo
Trabalhe Conosco
Indústria de Extração e Biodiesel
*Campos obrigatórios
Enviar
Logo 3tentos Original em Vetor
Entrar em contato
CotaçõesCotações
Soja
Dólar
Bolsa Chicago
Referência: 14/05/2021
Produto Último Máxima Mínima Abertura Fechamento %
[CBOT] Arroz 13,42 13,33 -0.22%
[CBOT] Farelo 431,5 423,5 0.00%
[CME Milk Futures] Leite 18,87 18,99 18,87 18,98 18,88 -0.79%
[CBOT] Milho 692,5 718,75 685 717,25 685 -4.73%
[CBOT] Óleo de Soja 68,59 68,41 +0.54%
[CBOT] Soja 1602,5 1625 1620,75 1625 1603,75 -0.53%
[CME Lean Hog Futures] Suínos 111,15 111,575 111,15 111,45 111,15 -0.29%
[CBOT] Trigo 737 730,25 727,25 730,25 727,25 +0.10%
Referência: 13/05/2021
Produto Último Máxima Mínima Abertura Fechamento
[CME Milk Futures] Leite 18,95 19,1 18,94 19,05 19,03
[CBOT] Arroz 13,765 13,36
[CBOT] Farelo 424,7 448 427 448 423,5
[CME Lean Hog Futures] Suínos 111,475 111,925 111,2 111,775 111,475
[CBOT] Soja 1612 1657 1598 1657 1612,25
[CBOT] Milho 729 776,5 709,75 757,5 719
[CBOT] Óleo de Soja 69,05 71,91 70,85 70,85 68,04
[CBOT] Trigo 730 756,5 737 750 726,5
Frequência de atualização: diária