Selecione a fonte desejada
Menu

Trigo: cuidados na implantação da cultura

Para buscarmos os melhores resultados de uma lavoura precisamos conhecer as etapas e processos envolvidos, quando não conseguimos o resultado esperado é necessário investigarmos as causas. Para isso, avaliamos possíveis variações climáticas, analisamos o posicionamento da cultivar, manejo de fertilizantes e/ou protetores de cultivos, assim como precisamos estar atentos a execução dos processos. Mas para evitarmos potenciais problemas no trigo, o que devemos fazer?
COMPARTILHE ESTE ARTIGO
FacebookTwitterLinkedinWhatsApp



Cuidados recomendados:


Para minimizarmos eventuais problemas são necessários alguns cuidados durante todo o planejamento e execução do cultivo de trigo. É importante realizarmos o posicionamento do material conforme o ciclo da cultivar escolhida, variando de super precoce a tardio. Precisamos estar atentos a qualidade da semente utilizada - germinação e vigor impactam diretamente no estabelecimento inicial e na população final de plantas.

Ainda no planejamento é importante determinarmos a quantidade de sementes distribuídas (conforme a indicação de população para cada cultivar) e conhecer o PMS do lote utilizado para a correta regulagem da semeadora. Lembrando, devemos regular a semeadora antes do plantio e na troca de das. O manejo nutricional deve ser realizado conforme a expectativa de produção da lavoura, sendo fundamental o monitoramento para indicações de uso de fungicidas, herbicidas e inseticidas durante o cultivo. 



Hora de plantar, e agora?


Na execução da semeadura temos dois pontos extremamente importantes: a profundidade e a velocidade de semeadura. Conforme ensaios realizados pela Biotrigo, a semente deve ser depositada no sulco com profundidade entre 3 a 4cm, evitando semeaduras superficiais e problemas no contato da semente com o solo, ou muito profundas dificultando a emergência da semente e a uniformidade do estabelecimento inicial da lavoura. 

Velocidade: outro fator essencial! Nos ensaios realizados, o aumento de velocidade de semeadura com variações entre 2,9 até 19,5 k/h, acarretou a diminuição da população final de plantas. Portanto, é importante aliarmos eficiência e velocidade na hora do plantio, sendo entre 4 e 6 km/h a velocidade considerada ideal, velocidades muito baixas atrapalham o rendimento operacional. 



Conclusão


O potencial produtivo de uma lavoura é construído pela soma de ações durante todo seu planejamento e execução. A implantação da cultura impacta diretamente na expectativa de produtividade da lavoura. Precisamos estar atentos. 


Fonte: https://biotrigo.com.br/arq/download/informativo-tecnico-001.pdf


Developed by Agência Jung
X

Inscrição PAP Digital Versão BETA

O PAP é uma ferramenta desenvolvida por consultores 3tentos para produtores rurais
*Campos obrigatórios
Enviar
Logo 3tentos Original em Vetor

Mande sua mensagem

Selecione um assunto
Comercial Insumos
Comercial Grãos, Óleo e Farelo
Trabalhe Conosco
Indústria de Extração e Biodiesel
*Campos obrigatórios
Enviar
Logo 3tentos Original em Vetor
Entrar em contato
CotaçõesCotações
Soja
Dólar
Bolsa Chicago
Referência: 14/05/2021
Produto Último Máxima Mínima Abertura Fechamento %
[CBOT] Arroz 13,42 13,33 -0.22%
[CBOT] Farelo 431,5 423,5 0.00%
[CME Milk Futures] Leite 18,87 18,99 18,87 18,98 18,88 -0.79%
[CBOT] Milho 692,5 718,75 685 717,25 685 -4.73%
[CBOT] Óleo de Soja 68,59 68,41 +0.54%
[CBOT] Soja 1602,5 1625 1620,75 1625 1603,75 -0.53%
[CME Lean Hog Futures] Suínos 111,15 111,575 111,15 111,45 111,15 -0.29%
[CBOT] Trigo 737 730,25 727,25 730,25 727,25 +0.10%
Referência: 13/05/2021
Produto Último Máxima Mínima Abertura Fechamento
[CME Milk Futures] Leite 18,95 19,1 18,94 19,05 19,03
[CBOT] Arroz 13,765 13,36
[CBOT] Farelo 424,7 448 427 448 423,5
[CME Lean Hog Futures] Suínos 111,475 111,925 111,2 111,775 111,475
[CBOT] Soja 1612 1657 1598 1657 1612,25
[CBOT] Milho 729 776,5 709,75 757,5 719
[CBOT] Óleo de Soja 69,05 71,91 70,85 70,85 68,04
[CBOT] Trigo 730 756,5 737 750 726,5
Frequência de atualização: diária